A GUERRA DOS MUNDOS DE ORSON WELLES

Atualizado: 22 de ago.




De uma simples interpretação teatral na transmissão de rádio, ao caos total nos Estados Unidos. Hoje iremos falar sobre o tão famoso caso da transmissão de rádio de Orson Welles que ocasionou em tamanha histeria por toda a América. Se você não ouviu nosso episódio do "Papo de Podcast. 05 - Aliens, Você acredita?", após ler este artigo, dê uma conferida. Pois lá, nós abordamos este caso com interpretação sonora afim de ambientar a história e fazer com que você ouvinte fique imerso. Além disso, utilizamos o áudio original da transmissão na Rádio CBS de Orson Welles e também uma ótima versão Brasileira feita por um grupo teatral em português inspirada na transmissão da época (disponível no canal de André Uebe Youtube, links no fim da publicação).

Agora sem mais delongas, bora para a história:


(Capa do livro de H.G Wells - A Guerra dos Mundos)



Quem aqui já assistiu ao filme Guerra dos Mundos de 2005?

Se você foi uma das pessoas que não assistiu, irei dar uma breve resumida.


Guerra dos Mundos é um filme de Steven Spielberg, inspirado totalmente no livro de H.G Wells, de mesmo nome. Basicamente, alienígenas desceram à terra em cápsulas nos raios de uma tempestade. Logo eles surgem em Tripods, que são robôs gigantes com 3 tentaculos e que atiram raios lazer. Ray Ferrier (Tom Cruise) viu tudo de perto, inclusive pessoas serem reduzidas à cinzas diante de seus olhos.

(Foto reprodução: Cena do Filme Guerra dos Mundos de Steven Spielberg)


Desesperado, Ray volta a sua casa e pega seu filho Robbie (Justin Chatwin) e sua filha pequena Rachel (Dakota Fanning) para que fujam da cidade o mais rápido possível e ir de encontro à sua ex mulher e mãe de seus filhos Mary Ann (Miranda Otto) que estava em Boston.

Durante o percurso, Ray e seus filhos enfrentam muitos ataques dos Tripods e se veem em uma terrível situação, onde os Humanos terão de tentar destruir os visitantes extraterrestres, para garantir sua própria sobrevivência no planeta.

(Foto reprodução: cena filme Guerra dos Mundos, Ray e Rachel)


Se este filme era desconhecido para você leitor, então fica à dica para por em sua lista de "próximos filmes" a se assistir. Pois além de ter um recheado elenco de nomes conhecidos como Tom Cruise, Dakota Fanning e Justin Chatwin, também tem ótimos efeitos especiais e muita ação e suspense.

Pra quem pensa que Aliens vindo à Terra, seriam bonzinhos? Este filme mostra como seria se um visitante hostil viesse a terra realmente. Terror e muita guerra é o que definem esse filme.

(Reprodução: Créditos à imagem/ site Wallhere)



Pois bem, este filme retrata o livro de H.G Wells, mas não é sobre o filme que vamos falar mas sim do curioso caso de Orson Welles. Vamos aos fatos:



Era uma noite normal em 30 de Outubro de 1938, até que a rede de Rádio CBS (Columbia Broadcasting System) interrompeu sua programação musical para noticiar uma suposta invasão de marcianos. A "notícia em edição extraordinária", na verdade, era o começo de uma peça de radioteatro, que não só ajudou a CBS a bater a emissora concorrente (NBC), como também desencadeou pânico em diversas cidades norte-americanas. A suposta "invasão alienígena" durou 1 hora, porém marcou definitivamente a história do rádio.


Na transmissão foi dramatizado o livro de ficção científica A Guerra dos Mundos, do escritor inglês Herbert George Wells, ou somente H.G Wells, como ficou conhecido. O programa relatou a chegada de centenas de marcianos a bordo de naves extraterrestres à cidade de Grover's Mill, no estado de Nova Jersey. Essa genial adaptação, produção e direção da peça era do até então desconhecido ator e diretor de cinema Orson Welles. O jornal Daily News resumiu na manchete do dia seguinte a reação ao programa: "Guerra falsa no rádio espalha terror pelos Estados Unidos".


(Reprodução: Orson Welles durante a transmissão da Rádio CBS)




O PÂNICO SE INSTAUROU


A dramatização, que foi transmitida às vésperas do Halloween (dias das bruxas) em forma de programa jornalístico, tinha as características do radiojornalismo da época, às quais os ouvintes estavam acostumados. Reportagens externas, entrevistas com testemunhas que estariam vivenciando o acontecimento, opiniões de peritos e autoridades, efeitos sonoros, sons ambientes, gritos, a emoção dos supostos repórteres e comentaristas. Tudo dava impressão de o fato estar sendo transmitido ao vivo. Era o 17º programa da série semanal de adaptações radiofônicas realizadas no Radioteatro Mercury por Orson Welles.


Inclusive esta informação ficou bem esclarecida no início do programa, que claramente nem todos ouviram. Logo Orson Welles se apresentou, também na chamada inicial da transmissão às 20hrs de um domingo: “The Columbia Broadcasting System e suas estações afiliadas apresentam Orson Welles e o Mercury Theatre no ar em 'War of the Worlds - A Guerra dos Mundos', de HG Wells”.


Ok Felipe, mas como de poucas centenas de pessoas, passou para milhões de ouvintes?

Bom esta resposta é bem mais simples do que parece... O ano era 1938, ano em que o mundo ainda estava na eminencia de uma nova guerra, que diga-se de passagem, viria a ser à SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. Mesmo ano em que a Alemanha anexou a Áustria, ano em que a Alemanha, a Itália, a Grã-Bretanha e a França assinaram o Acordo de Munique, forçando a República da Tchecoslováquia a ceder a região dos Sudetos, incluindo ai importantes posições estratégicas de defesa militar daquele país para a Alemanha nazista.

Enfim era um ano em que o MUNDO no geral estava sob total apreensão de uma nova guerra mundial, onde era só uma questão de tempo até que ela começasse. Inclusive no ano seguinte em 1 de setembro de 1939, a Alemanha iniciou a Segunda Guerra Mundial ao invadir a Polônia e nos anos seguintes, a Alemanha invadiu outros onze países.



(Reprodução: Invasão da Polônia e o Inicio da segunda guerra mundial em 1939)



Nessa época as rádios além de ser o principal (pra não dizer único) meio de comunicação audível, também era por lá que as principais noticias eram anunciadas ao público. Afinal, nesta época não tínhamos um Spotify, Podcasts, Youtube da vida. Nem tão pouco existia a Internet em si, então a única forma de saber o que estava ocorrendo no mundo a fora era pela Rádio. Desta forma, era muito comum as pessoas ouvirem uma Rádio e assim que acabasse a transmissão daquela, sintonizaria em outra. E foi o que basicamente aconteceu naquele dia, logo que terminou a transmissão de uma rádio jornalística, as pessoas sintonizaram na Rádio CBS e se depararam com o que parecia ser uma nova guerra. Porém ao longo da transmissão, quem ouvia, percebeu de que não se tratava dos Alemães ou qualquer país invadindo os Estados Unidos, mas sim Alienígenas.

Mas como as pessoas acreditaram em tamanha farsa?? Aliens??

Fácil, assim como disse acima, as pessoas tinham a Rádio como seu principal meio de comunicação, e em meio a uma eminente nova guerra, aqueles efeitos especiais, entrevistas com vítimas da invasão, repórteres dando as características dos seres extraterrestres lá no local e etc. Fez com que tudo aquilo tivesse uma realidade indiscutível, pois apesar de ter centenas de pessoas já sintonizadas desde o primeiro instante da dramatização, também tinha pessoas que sintonizaram sem saber que se tratava de uma peça teatral em forma de programa jornalístico. Sendo assim, de algumas centenas de pessoas, passou muito rapidamente para mais de 6 milhões de pessoas ouvindo. Vale lembrar que naquela época nem se quer existia o termo Fake News, o qual conhecemos já muito bem nos dias de hoje.

Diga-se de passagem, Orson Welles é o verdadeiro Precursor da Fake News, uma farsa que não só criou pânico na população, como também vítimas reais.


Vitimas reais Felipe?

Sim, vítimas reais!! A Rádio CBS calculou na época que a transmissão atingiu mais 6 milhões de ouvintes e por volta de 1,2 milhões de crédulos. Simmm eu sei, "1,2 MILHÕES DE PESSOAS QUE ACREDITARAM NISSO?", pois é.

O ser humano tende a ser sugestivo, e com o psicológico abalado de muita gente, sem dúvidas uma INVASÃO ALIENÍGENA era só o que "estava faltando acontecer" naquele momento. Afinal naquela época mesmo já haviam especulações de que os Alemães só tinham tudo aquilo de tecnologia por conta de um acordo com forças alienígenas. Então uma notícia dessas só iria reforçar ainda mais quem acreditava nessa possibilidade.


(OVNIS Nazistas - naves espaciais que supostamente foram desenvolvidos pelo III Reich)

O fato é que após toda essa dramatização onde milhões de ouvintes ficaram assustados, fez com que, linhas telefônicas ficassem sobrecarregadas, aglomerações nas ruas e congestionamentos ocorressem, pois todos estavam apavorados querendo fugir para longe do eminente perigo. Logo o caos tomou conta de 3 cidades e houve muito pânico nas proximidades de Nova Jersey, de onde a CBS fazia suas transmissões em conjunto com Orson Welles. Pessoas desesperadas em Newark e Nova York tentaram fugar das suas cidades mesmo sem saber para onde e de onde viriam os "ataques". Essa transmissão da CBS com o Orson Welles em conjunto com Paul Stewart e Howard Joch, ficou conhecida mais tarde como "Rádio do Pânico".

Tamanha foi a histeria nos Estados Unidos, que segundo Bombeiros e Policiais das cidades citadas, informaram que naquele mesmo dia, pessoas ficaram feridas ou morreram em acidentes de carro por atravessar a rua tomadas pelo pânico ou mesmo batendo seus carros contra outros, houve congestionamento de suas linhas telefônicas com pessoas em total pânico dizendo:


"Os Alienígenas estão invadindo minha casa" ou "O extraterrestres invadiram o planeta".

As autoridades de Nova Jersey também informaram que, houve tentativas de suicídios por conta do pânico. Pessoas que se jogaram de prédios para não serem "escravas dos Aliens" ou mesmo pulando de pontes.

Por conta desse pânico inteiro, Orson Welles e a Rádio CBS foram procurados pela polícia e investigados, ocorreram também diversas ações na Justiça, porém nenhuma bem sucedida.



(Foto Reprodução: Orson Welles, imagem da internet)



A partir deste episódio, houve uma preocupação muito grande de não misturar noticiário e ficção. Até hoje, isso é proibido. Você não pode fazer brincadeira na transmissão com o intuito de atuar e fazer aquilo parecer real. Foi essencial para o Mundo todo ter essa divisão. No meio das radionovelas, por exemplo, começaram a ser exigidos intervalos dizendo: "Isto aqui é uma obra de ficção". Assim, ouvintes que fossem sintonizando mesmo após já ter começado, não iriam mais achar que aquilo tudo poderia ser real.

Ficou evidente que a influência de Orson Welles era tão forte a ponto de causar reações imprevisíveis nos ouvintes.


(Foto Reprodução: Orson Welles na Rádio CBS, imagem da internet)


A invasão dos marcianos não só tornou Orson Welles mundialmente famoso como é, como também, segundo cientistas de comunicação, fez com que a transmissão tivesse o titulo de, "O programa que mais marcou a história da mídia no século 20".




Episódio onde mencionamos essa história da Guerra dos Mundos com sonorização e narrativa própria nossa do Papo de Podcast:

Papo de Podcast. 05 - Aliens, Você Acredita? https://www.papodepodcast.com/podcast/episode/224ec4eb/papo-de-podcast-05-aliens-voce-acredita


Link da transmissão de Orson Welles recriada por um grupo teatral em português postada no canal de André Uebe: https://www.youtube.com/watch?v=0sygdHU5F-s




28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo